22 de abril de 2018 - 01:51

? ºC Cuiabá - MT

Publicidade

Banner sicredi

Política

10/10/2017 09:26

Taques revela que promotor acusou ex-secretário de comprar lancha com propina em MT

O ex-secretário de Segurança Pública, promotor Mauro Zaque, acusou o ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques, de ter comprado um barco com dinheiro ilícito. A revelação consta num depoimento prestado pelo governador Pedro Taques (PSDB) ao Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), em sindicância que apurou denúncia de falsificação de documentos por parte do ex-secretário.

De acordo com Taques, a suposta compra do barco com dinheiro ilegal foi informada a ele pelo secretário de Educação, Marco Marafon. O atual chefe da Seduc havia se encontrado no fim do ano de 2015 com Zaque no Lago do Manso.

Durante o encontro, o promotor fez a acusação numa conversa informal. “O secretário Marco Marrafon afirmou ao depoente que Zaque quando estava no Lago do Manso, teria feito críticas a Paulo Taques colocando em dúvida sua honestidade, apontando, inclusive, para um barco que segundo ele (Zaque), Paulo Taques teria adquirido com dinheiro ilícito”, disse o governador.

No depoimento, Taques também afirmou que na época, o governo passava por uma crise em que Zaque denunciava os grampos ilegais e pedia pela saída de Paulo Taques, além do ex-comandante da PM, coronel Zaqueu Barbosa. “Na primeira conversa que tiveram sobre o assunto grampos ilegais, Mauro Zaque já lhe propôs que exonerasse o coronel Zaqueu e Lesco, bem como o secretário Paulo Taques, afirmando que assim não haveria necessidade de tocar para a frente a questão dos grampos”, diz o depoimento.

O governador afirmou ainda que apesar das denúncias feitas por Mauro Zaque, nada foi oficializado no papel com provas. O promotor acabou saindo da pasta após os pedidos de exoneração não serem acatados.

INTRIGAS E FOFOCAS

Taques ainda revelou que a saída de Zaque foi motivada por motivos como intrigas e fofocas. “Em dezembro de 2015, quando o depoente retomou de sua viagem, Zaque lhe propôs esquecer toda aquela confusão com Zaqueu e Paulo Taques, afirmando que continuaria no cargo até porque Zaqueu sairia no final do ano; no entanto o depoente não concordou e pediu o cargo de SSP ao representado, em razão das intrigas e fofocas, tendo assumido em seu lugar Fábio Galindo”, colocou.

O esquema de escutas ilegais telefõnicas veio a tona em maio deste ano após uma denúncia de Mauro Zaque. A investigaçõ gerou a "Operação Esdras", sendo que atualmente nove pessoas estão presas pela suposta participação no esquema.


Banner sicrediBanner sicrediBanner sicredi

Historia do Jornal O Estado!!

O jornal O Estado e um jornal impresso que circula em mato grosso desde 2001 com objetivo de levar informações e noticias para nossos leitores de mato grosso

O Estado

Avenida Rubens de Mendonça 2478,
Av. CPA, Edifício Cuiabá Center.

Redes Sociais

Todos os Direitos Reservados para O Estado

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo