26 de abril de 2018 - 14:38

? ºC Cuiabá - MT

Publicidade

Banner sicredi

ELEIÇÕES 2018

16/04/2018 10:46

Ex-secretário vê rejeição de Taques "normal" e prevê campanha de comparações

O deputado estadual Max Russi (PSB), ex-secretário da Casa Civil até o início do mês, avalia que a reeleição do governador Pedro Taques (PSDB) é plenamente viável, apesar da alta rejeição nas pesquisas eleitorais. Segundo ele, a situação do tucano “não é diferente de outros governadores do Brasil”.

“Eu tenho analisado algumas pesquisas em outros estados. Em quase todos, os governadores têm alto índice de rejeição da população. Não há nenhum governador que esteja com mais de 25% de aprovação por parte do eleitorado”, avaliou o socialista em entrevista a Rádio Capital FM.

Russi, que assumiu a direção do PSB em Mato Grosso, garantiu o partido na aliança em torno do tucano. O objetivo, segundo ele, é ampliar o diálogo com os partidos em busca de formar uma grande coligação para o projeto de reeleição.

Hoje, Taques tem apoio do PSDB, PPS, PSB, Solidariedade e Patriotas. Entre os “alvos” estão o DEM, PP e PRB. Segundo o deputado, a oferta de cargos na majoritária – vice, duas vagas ao Senado e suplência - é uma das “estratégias” para atrair aliados.

“Estão se construindo campanhas de oposição, mas o governador está articulando apoio para a reeleição. O DEM é nosso interesse. O PP trabalha uma linha de oposição, mas tem bons nomes lá. O PRB tem Adilton Sachetti”, detalhou.

Segundo Max, além do apoio de lideranças, a ampliação do número de partidos na coligação é importante para aumentar o tempo de propaganda no rádio e TV. Russi considera que o horário eleitoral e as inserções serão importantes para o governador se defender dos ataques que sofrer e “comparar” os serviços prestados em sua gestão.

“É lógico que o tempo de TV será muito importante na campanha política. Todas as outras candidaturas que se apresentam vão falar contra o governador, mas também terão de fazer a comparação com os outros candidatos, o que os outros candidatos são, o que fizeram, o que não fizeram. Então acredito que não será uma campanha apenas de ataque ao atual governo”, acredita.

PSB

Sobre o PSB, partido que assumiu o comando no Estado, Max prevê grande crescimento em nível estadual e nacional. Segundo ele, o partido será impulsionado por conta da candidatura a presidência da República, do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, que se filiou a sigla na última semana.

“Com certeza vai ajudar. É um quadro novo no processo eleitoral que o PSB ganha muito com isso”.


Banner sicrediBanner sicrediBanner sicredi

Historia do Jornal O Estado!!

O jornal O Estado e um jornal impresso que circula em mato grosso desde 2001 com objetivo de levar informações e noticias para nossos leitores de mato grosso

O Estado

Avenida Rubens de Mendonça 2478,
Av. CPA, Edifício Cuiabá Center.

Redes Sociais

Todos os Direitos Reservados para O Estado

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo